Uma entrevista com Ben Caselin sobre integração de rede AAX- Lightning e implementação do protocolo TARO

Início » Notícias » Criptomoedas » Uma entrevista com Ben Caselin sobre integração de rede AAX- Lightning e implementação do protocolo TARO

Uma das principais plataformas de criptomoedas, a AAX vem fazendo ondas com muitos novos desenvolvimentos. Recentemente, a plataforma anunciou sua integração com a Bitcoin Lightning Network, que logo foi seguida por outra atualização sobre seu suporte ao TARO – um protocolo que permite a emissão de ativos na rede Bitcoin. Para satisfazer nossa curiosidade, decidimos fazer algumas perguntas a Ben Caselin, chefe de pesquisa e estratégia da AAX, para obter alguns insights.

E, aqui está como foi a nossa curta entrevista.

P: Temos ouvido falar de muitos desenvolvimentos acontecendo na AAX, sendo o mais recente a integração da Lightning Network. Antes de nos aprofundarmos, você pode contar aos nossos leitores mais sobre o AAX?

UMA: O AAX foi lançado em novembro de 2019 com foco nos padrões institucionais. Atualmente, está entre as bolsas mais proeminentes na região da Ásia-Pacífico e está se expandindo rapidamente para outros continentes. Nossa plataforma é alimentada pela Tecnologia LSEG – a mesma tecnologia que alimenta a Bolsa de Valores de Londres, Borsa Italiana e Bolsa de Valores de Oslo.

Nós da AAX estamos profundamente comprometidos em acelerar a adoção de Bitcoin e ativos digitais. A partir de agora, nossa plataforma pode processar a maioria dos pedidos em menos de 800 microssegundos, combinado com uma infinidade de produtos centrados em criptomoedas e DeFi. Em 2022, estamos nos concentrando em expandir nosso trabalho nos principais mercados emergentes, como Brasil, Nigéria e Turquia, para fornecer a todos acesso aos benefícios da criptomoeda.

P: Como o AAX é diferente de outras plataformas de troca de criptografia?

UMA: Por exemplo, a AAX oferece as taxas mais baixas do mercado e rendimentos acima do mercado em todas as economias. Somos conhecidos por nosso pronto atendimento ao cliente, que oferecemos 24 horas por dia, 7 dias por semana em vários idiomas. Além disso, a AAX é a primeira exchange a mudar para o padrão Satoshi. Em seguida, também lançamos o primeiro mercado spot SATS com taxas de negociação zero.

P: Conte-nos mais sobre a integração da Lightning Network e como ela deve ajudar os usuários.

UMA: A Lightning Network é uma solução de segunda camada em cima do Bitcoin que está experimentando uma adoção acelerada, especialmente em mercados emergentes. Isso ocorre principalmente porque a transação em bitcoin na Lightning Network é quase sem custo e a liquidação é quase instantânea. Nessa medida, adicionar suporte para Lightning abre uma nova rampa para aqueles que detêm bitcoin em um aplicativo Lightning para fazer depósitos em AAX. Isso, por sua vez, torna os saques mais baratos e facilita transações menores (algo que funciona de acordo com nosso mercado spot SATS).

Ao integrar a Lightning Network, a AAX visa permitir que pequenos comerciantes/detentores aproveitem os benefícios de taxas mais baixas e limites mínimos. Além disso, essa integração permite a arbitragem entre outras exchanges integradas ao Lightning, conectando o AAX a uma rede de pagamento de bitcoin em rápido crescimento que empresas como o Twitter também estão integrando. O resultado ajudará a AAX a reduzir as barreiras à participação, acelerando a adoção de criptomoedas.

P: Quais são as mudanças que você espera ver no comportamento e na experiência do usuário no AAX após a integração do Lightning Network?

UMA: Muitos membros da comunidade focados em bitcoin procuram trocas que suportem o método de financiamento rápido e barato. Esperamos ter uma integração mais fácil na América Latina, onde a Lightning Network está tendo uma rápida aceitação. Além disso, a integração também abre as portas para mais parcerias para provisão de liquidez e potencial inovação em torno de produtos de rendimento baseados em Lightning.

P: Existe um processo de migração ou algum tipo de ação que os usuários precisam realizar para se beneficiar da Lightning Network?

UMA: As retiradas do Lightning só serão úteis para usuários que têm um aplicativo Lightning ou se estiverem se retirando para outra exchange que ofereça suporte à Lightning Network. Os usuários também podem pagar faturas do Lightning com seus fundos de bitcoin no AAX.

P: Você acha que as pessoas estarão interessadas em usar o BTC na Lightning Network durante esse período de incerteza do mercado?

UMA: O Bitcoin é um ativo volátil e, como meio de pagamentos diários, provavelmente é muito volátil para muitas pessoas. Mas há várias equipes trabalhando para trazer recursos adicionais para essa tecnologia. Um com o qual estamos empolgados é o TARO, um projeto que deseja adicionar contratos e tokens inteligentes generalizados ao Bitcoin, usando a mesma tecnologia básica da Lightning Network.

Seu maior ponto de venda é, obviamente, a capacidade de negociar em stablecoins: taxas baratas e liquidação instantânea do Lightning, mas sem a volatilidade dos preços do BTC.

P: Quais são algumas das oportunidades com o TARO e como esse protocolo é diferente de outras cadeias alternativas de primeira e segunda camada, como Solana, Polygon ou Ethereum?

UMA: No Taro, contratos inteligentes e transferências de ativos não são executados pelo blockchain e também não são aplicados pelo blockchain. Em vez disso, as transferências são executadas pelo remetente de um ativo (que deve fazer uma transação de bitcoin correspondente) e aplicadas pelo destinatário, da mesma forma que a Lightning Network. A rede Bitcoin, é claro, mantém os dados do “ponto de verificação” para garantir que, se alguém trapacear, a sequência da transação possa ser revertida para o último ponto compartilhado.

P: Quando o AAX integrará o TARO também?

UMA: Ainda é muito cedo para dizer que o projeto está em testnet, e a equipe TARO agora não está se comprometendo com nenhuma data de lançamento da mainnet. O desenvolvimento está claramente em andamento, e podemos esperar ver o projeto ao vivo em breve. É claro que o AAX irá integrá-lo o mais rápido possível assim que estiver no ar e tiver alguns testes no mundo real.

P: Você pode nos contar mais sobre o padrão Satoshi (SATs) e a razão por trás da sua adoção?

UMA: Há um viés de unidade de preço que dá aos recém-chegados ao espaço a impressão de que o Bitcoin é caro, enquanto as moedas de memes são baratas. Este é um equívoco – adotar um padrão SATS contraria o viés da unidade de preço. Por exemplo, a menor unidade de medida do bitcoin é um Satoshi (SATS) com um valor de 1 SATS equivalente a 0,00000001 BTC.

O SATS não é apenas a resposta para os problemas percebidos dos usuários de inacessibilidade e inacessibilidade do bitcoin, mas também é expressivo de uma visão de longo prazo e expectativa otimista em torno do crescimento de longo prazo do bitcoin. Existem apenas 21 milhões de bitcoins que podem existir e, como existem mais de 7 bilhões de pessoas, espera-se que, com o tempo, SATS seja adotado como a denominação mais prática.

P: Haverá alguma confusão entre os novos usuários da plataforma que estão acostumados à denominação BTC ao usar o padrão SATs?

UMA: Sempre que um novo conceito é introduzido, as pessoas precisam de tempo para se familiarizar com ele – essa é a natureza humana básica. Dito isto, o SATS é bem conhecido no espaço criptográfico e, à medida que as pessoas “empilham SATS” e participam da conversa, é muito fácil alternar entre as denominações. Se as pessoas podem entender centavos, elas podem obter SATS. Na verdade, os SATS são mais fáceis de entender e calcular e desempenharão um papel crucial na facilitação de micropagamentos e taxas de transação no AAX.

P: Quais são os outros desenvolvimentos reservados para o AAX?

UMA: Aumentamos significativamente o volume de negociação de varejo em 2021, à medida que integramos milhares de novos usuários. Em 2022 e além, queremos manter o ritmo à medida que expandimos nossa base de usuários em mercados emergentes. Este ano, a AAX está focada em mais esforços de localização de produtos para combinar os benefícios da criptografia com as necessidades específicas das comunidades. Também nos concentraremos mais em projetos de criptomoedas projetados para gerar impacto, especialmente em torno de importantes objetivos humanitários – é assim que pretendemos construir uma comunidade, defender o espaço e trabalhar para tornar a criptomoeda uma força do bem.

Com informações de News BTC.

Avalie este post

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *