Parece que a Larian Studios alcançou um notável sucesso crítico, já que Baldur’s Gate 3 ultrapassou significativamente a marca dos 10 milhões de jogadores. O diretor de publicação da desenvolvedora compartilhou essa conquista expressiva do RPG durante o fim de semana, ao mesmo tempo em que alertou sobre “ameaças [e] toxicidade” dirigidas à sua equipe.

1695103216 Atores de voz de Baldurs Gate 3 jogarao DD juntos

Segundo Michael Douse, executivo da Larian, identificado pelo VGC, a base de jogadores teve um aumento dramático, indo de aproximadamente 2 milhões para mais de 10 milhões em um curto período. Ele abordou essa mudança no cenário de conversas nas redes sociais, especialmente no X (anteriormente conhecido como Twitter), ao discutir o suporte a mod que está sendo introduzido nos consoles para Baldur’s Gate 3. Douse enfatizou a necessidade de compreensão, dada a complexidade crescente das discussões e destacou que tais diálogos demandam tempo.

O executivo também mencionou a futura divulgação detalhada sobre o suporte a mod, destacando que tem trabalhado nisso desde o lançamento. Apelou à comunidade para agir com paciência e destacou que ameaças e toxicidade contra a equipe de desenvolvedores são prejudiciais ao processo de conversação.

Houve relatos de interferência nos mods não oficiais de Baldur’s Gate 3 devido às atualizações do jogo, resultando em comentários desagradáveis aos desenvolvedores. Douse observou que a maioria da comunidade compreende a situação, mas alertou que alguns elementos discordantes podem causar problemas.

O fundador e CEO da Larian Studios, Swen Vincke, previamente compartilhou sua posição enfática sobre os serviços de assinatura de jogos, argumentando que o modelo “direto do desenvolvedor aos jogadores” é a abordagem ideal. Essa filosofia pode explicar por que Baldur’s Gate 3 não faz parte do PlayStation Plus ou Xbox Game Pass.

Vale ressaltar que Baldur’s Gate 3 foi aclamado como o jogo do ano pela Cibersistemas em 2023 e recentemente recebeu o prêmio de jogo do ano da DICE.