Editor da revista japonesa Famitsu preso por suposta fraude

Um editor da maior publicação de videogames do Japão, Famitsu, foi preso por suposta fraude. Eiichi Sato é acusado de cobrar honorários freelance por artigos escritos sob um nome falso.

Kotaku relata que o trabalho de Sato para a Famitsu incluiu a edição de artigos freelance. Mas ele também supostamente apresentou três artigos que escreveu ele mesmo entre março e junho de 2020 e, posteriormente, cobrou os honorários de freelance por eles. Ele disse que comprou um cartão de banco de um homem que conheceu online para cobrar as taxas, resultando em pagamentos extras de aproximadamente 400.000 ienes ($ 3.650).

Sato teria confessado as acusações, dizendo que estava preocupado com dinheiro. “Eu não tinha nenhuma poupança”, disse ele, “e estava preocupado com o futuro.”

Kadokawa, a empresa-mãe da Famitsu, disse que vai “cooperar totalmente com a investigação”.

A Famitsu é uma das publicações de videogame de mais longa duração no Japão, tendo sido lançada pela primeira vez em 1986. É conhecida por suas análises, incluindo quatro análises diferentes, e servindo como o canal de estreia para revelações de jogos japoneses.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *