Jogador do Manchester United removido do FIFA 22 apos prisao

Mason Greenwood, do Manchester United, foi removido do FIFA 22, depois que o jogador foi preso por acusações de agressão sexual e ameaças de morte.

Greenwood foi interrogado no fim de semana após postagens de mídia social de sua parceira, onde ela mostrou ferimentos supostamente infligidos pelo atleta. Áudios de ameaças do jogador também foram compartilhados, antes que tudo fosse retirado após o início de uma investigação formal.

Agora jogando: Revisão de vídeo de FIFA 22

O Manchester United, clube da Premier League inglesa pelo qual Greenwood joga, impediu o jogador de treinar e participar de partidas até que o assunto seja resolvido. A EA também tomou suas próprias medidas para remover o jogador do FIFA 22, atualizando a lista ativa do clube no jogo para omitir Greenwood, além de removê-lo inteiramente do FIFA Ultimate Team e do Ultimate Draft.

Greenwood continua sendo uma opção na equipe no Football Manager 2022, no entanto, com o titular da licença Sports Interactive afirmando que “ainda não tomou uma decisão quanto ao status de Mason Greenwood no Football Manager 2022 e não o fará até as conclusões da atual polícia investigação são tornadas públicas”, de acordo com um comunicado publicado pelo The Athletic.

A mudança da EA ocorre depois que o preço de Greenwood no modo Ultimate Team do jogo disparou depois que as alegações foram tornadas públicas. Os desenvolvedores do jogo tentaram conter o problema bloqueando o preço do jogador no fim de semana, mas agora que a prisão é oficial, parece que ele permanecerá removido do jogo até novo aviso.

A Cibersistemas pode receber uma comissão de ofertas de varejo.

Via Game Spot. Publicação traduzida automaticamente para o Português. Veja o artigo original