As câmeras Arlo e Blink estão aumentando a segurança para vencer hackers


Os proprietários dos sistemas de câmeras Arlo e Blink foram notificados recentemente sobre as alterações necessárias em suas contas, destinadas a aumentar a segurança. Os usuários do Arlo precisarão ativar a autenticação de dois fatores até o final do ano, enquanto o Amazon’s Blink ainda está dando passos pequenos para ativar o 2FA. As mudanças seguem o hackeamento muito divulgado das câmeras de segurança da Amazon Ring, em dezembro, que permitiu que estranhos espiassem as casas e assediassem os ocupantes.

Os usuários do Arlo tiveram a opção de ativar a verificação em duas etapas desde o ano passado. Mas uma mensagem enviada aos proprietários agora diz que a verificação em duas etapas será necessária até o final de 2020, de acordo com Android Police. As Perguntas frequentes de Arlo dizem que os logins podem ser verificados via notificação por push em um dispositivo anteriormente confiável ou por meio de mensagens SMS e e-mails. Infelizmente, o Arlo não oferecerá suporte inicialmente às opções mais seguras de aplicativos autenticadores ou tokens físicos.

O Blink da Amazon fabrica câmeras para dentro e fora de casa.
Imagem: Blink

Os proprietários de câmeras Blink de baixo custo e alimentadas por bateria receberam e-mails recentemente informando que o 2FA estava a caminho, mas os proprietários primeiro precisam verificar seus endereços de e-mail a partir de 30 de março. Algum tempo depois, o Blink diz que introduzirá o 2FA. Dado os problemas que a Amazon teve com o Ring, você pensaria que essa outra empresa de câmeras pertencente à Amazon seria um pouco mais agressiva com sua linha do tempo.



Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *