Por que Júpiter não tem anéis grandes e bonitos como Saturno?

Início » Tecnologia » Por que Júpiter não tem anéis grandes e bonitos como Saturno?

Quando você pensa nas características icônicas dos planetas em nosso sistema solar, uma imagem em particular que vem à mente é Saturno com seus anéis impressionantes. Mas o vizinho maior de Saturno, Júpiter, também tem anéis, embora sejam invisíveis na maioria das imagens. A razão para isso é bastante complexa, pois pode-se esperar que um gigante gasoso maior como Júpiter tenha anéis maiores que Saturno – mas agora os pesquisadores descobriram por que isso acontece.

“Há muito tempo me incomodou por que Júpiter não tem anéis ainda mais incríveis que envergonhariam Saturno”, disse o pesquisador principal, Stephen Kane, da Universidade da Califórnia, Riverside, em um comunicado. “Se Júpiter os tivesse, eles pareceriam ainda mais brilhantes para nós, porque o planeta está muito mais próximo que Saturno.”

Renderização artística de Júpiter com anéis que rivalizam com os de Saturno.
Renderização artística de Júpiter com anéis que rivalizam com os de Saturno. Stephen Kane/UCR

Para entender melhor Júpiter e a matéria que o orbita, Kane e seu colega Zhexing Li modelaram as quatro maiores luas de Júpiter: Ganimedes, Calisto, Io e Europa. Eles também analisaram o próprio planeta e quanto tempo levaria para que os anéis se formassem ao seu redor, em trabalho que será publicado no Planetary Science Journal.

Parece que as grandes luas são responsáveis ​​pela ausência de anéis de Júpiter. “Descobrimos que as luas galileanas de Júpiter, uma das quais é a maior lua do nosso sistema solar, destruiriam muito rapidamente quaisquer grandes anéis que pudessem se formar”, disse Kane. “Planetas massivos formam luas massivas, o que os impede de ter anéis substanciais.”

Pensa-se que os anéis de Saturno e Júpiter também podem ter evoluído de forma diferente. Embora os pesquisadores originalmente pensassem que os anéis de Saturno poderiam ter sido uma adição relativamente recente de partículas de gelo jovens, o estudo com a sonda Cassini mostrou que eles são muito antigos e provavelmente se formaram nos primeiros dias do sistema solar. Júpiter, no entanto, obteve seus anéis mais tarde, quando pequenos meteoritos impactaram as luas do planeta e lançaram poeira que se formou nos anéis. Quanto a Urano e Netuno, que também têm anéis fracos, ninguém sabe ao certo como eles se formaram.

Estudar anéis pode ajudar a aprender sobre como os planetas se formam e como o sistema solar se desenvolveu. Outros pesquisadores planejam usar o Telescópio Espacial James Webb para estudar os gigantes de gelo de Netuno e Urano com mais detalhes. “Para nós, astrônomos, eles são os respingos de sangue nas paredes de uma cena de crime”, disse Kane. “Quando olhamos para os anéis de planetas gigantes, é evidência de que algo catastrófico aconteceu para colocar esse material lá.”











Com informações de Digital Trends.

Avalie este post

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *