A Nvidia vai relançar as placas da série RTX 30 com mineração de criptografia mais limitada.

Um relatório da loja de hardware VideoCardz afirma que a próxima reedição da Nvidia de seus cartões da série RTX 30 incluirá chips que limitarão sua capacidade de minerar criptomoeda. De acordo com o relatório, os chips GAxx2 da Nvidia serão lançados em meados de maio e apresentarão chips “LHR”, que significa “Lite Hash Rate”.

O relatório observa que Lite Hash Rate não é um termo de marketing, mas um termo usado internamente para descrever GPUs para parceiros da empresa. Embora esses vendedores saibam quais cartões incluem os chips LHR, isso será invisível para os clientes que estão comprando os chips, daí o “lançamento silencioso” mencionado no artigo. Afirma ainda que esses novos chips terão o mesmo desempenho das placas que já estão no mercado.

Na verdade, o desempenho pode realmente aumentar graças ao recurso on-board “ResizableBAR”, que permite à GPU transferir dados para a CPU de forma mais eficaz do que o normal. De acordo com a Nvidia, as GPUs da série 30 existentes exigem uma atualização do VBIOS para aproveitar esse recurso, que também requer hardware compatível.

Esta não é a primeira vez que a Nvidia tentou usar um limitador para evitar que os mineradores de criptografia abocanhem seu suprimento. O cartão RTX 3060 da empresa incluía uma medida projetada para evitar a mineração de Ethereum, que foi posteriormente removida por um driver beta emitido pela Nvidia. Com base neste relatório, parece que a Nvidia está investindo muito mais esforço para impedir os mineiros em potencial enquanto tenta lidar com a escassez de GPU em curso causada em parte por bolhas de criptografia. No entanto, uma fonte disse à VideoCardz que o RTX 3090 pode não incluir o limitador de criptografia devido ao alto preço do cartão, prejudicando sua lucratividade para os mineradores.

Tocando agora: Análise da Nvidia RTX 3080

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *