CEO da Microsoft diz que “adoraria” se livrar dos exclusivos do Xbox, mas não pode por causa da Sony

CEO da Microsoft diz que adoraria se livrar dos

Durante o julgamento FTC-Microsoft, o chefe da Microsoft revelou que “adoraria” se livrar de jogos exclusivos, mas é algo que a empresa tem que fazer por causa da Sony.

De acordo com o depoimento do CEO da Microsoft, Satya Nadella, hoje (via The Cibersistemas), ele disse isso ao comentar as estratégias e planos da empresa para o futuro. Quando ele foi questionado sobre os jogos serem exclusivos de uma plataforma, foi o que ele disse:

“Se dependesse de mim, adoraria me livrar de todos os exclusivos nos consoles, mas isso não cabe a mim definir, especialmente como um jogador de baixa participação no mercado de consoles. O jogador dominante lá [Sony] definiu a concorrência de mercado usando exclusividades, então esse é o mundo em que vivemos. Não tenho amor por esse mundo.

Conforme apontado pelo relatório do The Cibersistemas, Nadella está plenamente ciente de que os jogos exclusivos são uma razão significativa pela qual os consumidores compram um console em detrimento do outro e que desempenha um papel importante na conquista de novos assinantes para o Xbox Game Pass.

Falando sobre o Game Pass ontem, em 27 de junho, o chefe do PlayStation, Jim Ryan, afirmou que vários editores tiveram problemas com o serviço. No depoimento de Ryans, ele afirmou ter “falado com todos os editores que unanimemente não gostam do Game Pass porque é destrutivo de valor”.

Para mais notícias sobre o julgamento FTC-Microsoft, confira nossa história em The Last Of Us Part 2 e Horizon Forbidden West Orçamentos foram revelados por acidente e como Dayz 2 foi aparentemente revelado.

Os produtos discutidos aqui foram escolhidos independentemente por nossos editores. A Cibersistemas pode obter uma parte da receita se você comprar qualquer coisa apresentada em nosso site.

Via Game Spot. Post traduzido e adaptado pelo Cibersistemas.pt