Diablo 4 teve o maior beta da história de Diablo

Diablo 4 teve o maior beta da historia de Diablo

Diablo 4 teve o maior número de participantes de qualquer beta na história dos jogos Diablo. Quer fosse o fascínio irresistível de Double Down do KFC ou apenas pura emoção para o primeiro jogo de console Diablo desde 2012, os jogadores gastaram mais de 61 milhões de horas combinadas no beta de Diablo 4.

De acordo com outras estatísticas divulgadas pela Blizzard, os jogadores também morreram mais de 46 milhões de vezes. 2,6 milhões de jogadores atingiram o nível de personagem 20 e ganharam o cosmético especial de filhote de lobo, e as classes mais populares escolhidas foram Necromancer e Sorcerer. A Blizzard também gritou aquela pessoa que quase sozinha matou o chefe mundial Ashava.

Agora jogando: Jogabilidade de Diablo 4 Stronghold Sorcerer (Beta)

Os chefes mundiais são projetados para grupos de 12 derrubarem, mas o jogador Wudijo quase matou Ashava sozinho com uma construção Rogue. Mas quando Wudijo reduziu a saúde de Ashava para as últimas gotas, um Necromante apareceu e acertou alguns golpes – tornando a corrida de Wudijo quase uma morte solo de Ashava, mas não exatamente. A própria Ashava também matou mais de 10 milhões de jogadores, uma estatística impressionante.

Diablo IV será lançado em 6 de junho para PC, PS5, PS4, Xbox Series X|S e Xbox One. Se você está ansioso para entrar cedo, as edições Deluxe e Ultimate oferecem até quatro dias de acesso antecipado. O Xbox também revelou recentemente o pacote Diablo 4 Xbox Series X, que consiste em uma edição digital padrão do jogo, console Xbox Series X e controle sem fio e bônus de pré-venda. O pacote custa $ 560, o que significa que você economizará apenas $ 10 ao comprar a edição padrão do Diablo 4 e o Xbox Series X separadamente.

Os produtos discutidos aqui foram escolhidos independentemente por nossos editores. A Cibersistemas pode obter uma parte da receita se você comprar qualquer coisa apresentada em nosso site.

Via Game Spot. Post traduzido e adaptado pelo Cibersistemas.pt