Donald Trump pede demissão do Screen Actors Guild

O Hollywood Reporter está relatando que o ex-presidente Donald Trump renunciou ao Screen Actors Guild quando o sindicato passou por um procedimento disciplinar que poderia ter resultado na sua destituição. Basicamente, ele desistiu antes que pudessem expulsá-lo.

Trump enviou uma carta à presidente do sindicato Gabrielle Carteris anunciando sua renúncia como uma ação preventiva na tarde de quarta-feira. A carta exclamava que ele não se importava mais em fazer parte da guilda, o que lhe daria resíduos de filmes e programas de televisão dos quais fez parte.

“Escrevo para vocês hoje sobre a chamada audiência do Comitê Disciplinar que visa revogar minha filiação ao sindicato. Quem se importa!” Trump disse que não estava familiarizado com o trabalho de Carteris, mas ainda se orgulha de seus papéis na televisão e no cinema, de Home Alone 2 a Fresh Prince of Bel-Air.

“Não desejo mais ser associado ao seu sindicato”, continuou ele. “Como tal, esta carta é para informá-lo da minha demissão imediata da SAG-AFTRA.”

Em resposta à carta de Trump, SAG-AFTRA simplesmente disse um cordial e curto, “Obrigado.”

“Donald Trump atacou os valores que este sindicato considera mais sagrados – democracia, verdade, respeito por nossos compatriotas americanos de todas as raças e religiões, e a santidade da imprensa livre”, disse Carteris em janeiro. “Há uma linha direta de seu desrespeito desenfreado pela verdade aos ataques a jornalistas perpetrados por seus seguidores.”

As regras do SAG declaram que um membro pode ser “repreendido, censurado, multado, suspenso ou expulso por violar suas regras ou regulamentos” ou “se envolver em ações antagônicas aos interesses ou integridade do Sindicato, de qualquer um de seus locais afiliados ou de seus membros”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *