Dying Light 2 Dev diz que zumbis não são zumbis no novo trailer da E3 2021

A desenvolvedora Techland de Dying Light 2 Stay Human revelou um novo trailer de história durante o PC Gaming Show na E3 2021, onde o estúdio discutiu elementos da narrativa e reiterou que os infectados não são zumbis (apesar de parecerem e se comportarem muito como zumbis tradicionais) .

No trailer de quatro minutos, Techland percorreu a configuração narrativa, revelando que o vírus do primeiro jogo se espalhou para o cenário da sequência. Dying Light 2 Stay Human ocorre em 2036 e segue o protagonista Aiden enquanto ele caça sua irmã Mia. Os dois foram submetidos a experiências médicas quando crianças, mas depois de um incêndio, Aiden conseguiu escapar. Onde Mia está permanece desconhecido, já que ela é a única que pode preencher as lacunas da história de Aiden.

O que é mais interessante sobre o vídeo, porém, é a classificação dos zumbis do jogo – er, Freakers. De acordo com Techland, os infectados não são zumbis, mas sim “pessoas meio vivas e sofredoras”. Eles atacam tudo o que vive por causa de sua dor e raiva reprimidas, disse Techland.

Você pode conferir o trailer da nova história de Dying Light 2 Stay Human abaixo.

Em outras notícias, a Techland foi criticada no início deste ano, após acusações de toxicidade no local de trabalho, decorrentes da gestão e criatividade limitada do desenvolvedor. O estúdio respondeu, dizendo que o jogo não estava em um inferno de desenvolvimento.

Techland recentemente anexou uma data de lançamento em 7 de dezembro para Dying Light 2 Stay Human, confirmando que o jogo será lançado no PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series X | S com um trailer da data de lançamento.

Assista a transmissões ao vivo, vídeos e muito mais do evento de verão da Cibersistemas. Confira

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *