Neill Blomkamp quer que a sequência do Distrito 9 seja “despojada” e “Bare Bones” como a original

O diretor Neill Blomkamp compartilhou uma atualização sobre a tão esperada sequência do Distrito 9, dizendo em uma entrevista que deseja que seja “o mais simples e básico possível”.

Blomkamp foi questionado pelo The Hollywood Reporter se ele queria filmar o Distrito 10, ou o que quer que a sequência seja chamada, em um tamanho e escala semelhantes ao original de 2009, e ele disse que esse é o plano. Trabalhar com base nisso permite que a equipe seja mais “ágil e criativa”, da qual Blomkamp é fã.

“Acho que a abordagem do primeiro filme está correta; é apenas uma questão de roteiro. Se houver um pouco mais de coisas acontecendo no roteiro, então você precisa de um pouco mais de dinheiro”, disse ele. “Mas acho que ainda seria tão simples e básico quanto poderíamos fazer. Isso se torna mais ágil e mais criativo e, pessoalmente, eu gosto disso.”

O Distrito 9 foi produzido com um orçamento modesto de $ 30 milhões. O filme foi filmado na África do Sul com o diretor de O Senhor dos Anéis, Peter Jackson, a bordo como produtor. Na verdade, Blomkamp e Jackson foram originalmente escolhidos para fazer um filme de Halo, mas depois que ele se desfez, eles criaram o Distrito 9 – com grande sucesso.

Blomkamp, ​​que também estava concorrendo para dirigir novos filmes de Alien e RoboCop, disse na entrevista que prefere projetos que não sejam baseados em franquias massivas.

“Acho que me sinto mais em casa com ideias que não são baseadas em grandes IP. Apenas coisas novas, basicamente. É provavelmente sábio porque há menos conhecimento pré-existente do que as pessoas pensam que o IP deveria ser”, disse ele.

Blomkamp seguiu em District 9 com Elysium (2013) estrelado por Matt Damon e depois o filme de ficção científica distópico Chappie em 2015. Seu próximo filme é um título de terror chamado Demonic, que será lançado em 20 de agosto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *