O ator da Liga da Justiça, Ray Fisher, fala da WarnerMedia sobre o veredicto de Derek Chauvin Tweet

O ator da Liga da Justiça, Ray Fisher, criticou a WarnerMedia por sua resposta tweetada ao veredicto de Derek Chauvin. O ex-policial de Minneapolis Chauvin foi considerado culpado pelo assassinato de George Floyd em maio de 2020.

A WarnerMedia divulgou um tweet logo após o veredicto ser anunciado ontem, 20 de abril. Ele afirmou que o estúdio reafirmou seu “compromisso de fazer parte da solução usando nossas plataformas, conteúdo e recursos para promover a equidade racial e a justiça social”.

No entanto, Fisher, que acusou a WarnerMedia de permitir comportamento racista e abusivo durante as refilmagens da Liga da Justiça em 2017, chamou o estúdio por sua suposta hipocrisia. Ele retuitou o tweet original, com uma resposta emocional.

Chauvin foi considerado culpado em três acusações – homicídio em segundo grau, homicídio em terceiro grau e homicídio em segundo grau. Floyd foi morto em 25 de maio do ano passado, e sua morte provocou semanas de protestos contra a brutalidade policial nos Estados Unidos e em outros países.

As críticas de Fisher à WarnerMedia datam de julho do ano passado. O ator Cyborg inicialmente acusou Joss Whedon, que substituiu Zack Snyder nas refilmagens da Liga da Justiça, de comportamento abusivo em relação a ele e a outros membros do elenco e da equipe. Ele também destacou os produtores Geoff Johns e Jon Berg por habilitá-lo e, mais recentemente, acusou o executivo Walter Hamada de encobrir seu comportamento e interferir na investigação subsequente do estúdio.

A WarnerMedia afirmou que sua investigadora, a juíza Katherine Forrest, não encontrou evidências de que Hamada tenha adulterado a investigação e que a decisão de reduzir drasticamente a quantidade de tempo de tela que Cyborg teve na versão teatral da Liga da Justiça não teve motivação racial, como Fisher alegou.

A nova versão de Liga da Justiça de Zack Snyder foi lançada pela HBO Max no mês passado, com Fisher desempenhando um papel muito mais proeminente. No entanto, Cyborg não será visto no próximo filme The Flash, que começou a ser produzido esta semana. Fisher foi originalmente definido para aparecer no filme, mas desde então foi eliminado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *