O diretor do Space Jam original não está feliz com o Space Jam: um novo legado

Joe Pytka, o diretor do Space Jam original de 1996, viu a nova sequência, Space Jam: A New Legacy, e ele tem muito a dizer sobre o filme em uma entrevista ao TMZ. Muito pouco disso é bom.

De acordo com a entrevista, o diretor precisou de cinco sessões separadas para completar as duas horas de duração de Space Jam: A New Legacy. O diretor citou vários problemas com o filme, começando com a celebridade de LeBron James. Quando o Space Jam chegou aos cinemas, Michael Jordan era a maior celebridade do mundo, disse Pytka. Embora LeBron seja um atleta talentoso, “a verdade é que LeBron não é Michael”, disse Pytka. Ele também disse que o filme não fez o suficiente para conectar o Space Jam à própria vida de LeBron, como seu filme original fez.

Academia do Streamer

Em execução: 14 minutos de Space Jam, uma nova jogabilidade tradicional

Pytka continuou, citando o que considerou um elenco muito superior em Space Jam, que incluía Charles Barkley e Bill Murray, e chamou a trilha sonora do original de um clássico, enquanto a trilha sonora de Space Jam: A New Legacy é “insignificante”.

Sua crítica mais dura é sobre o Pernalonga, no entanto. A nova versão “parecia uma daquelas bonecas fofas que você compra em uma loja de presentes do aeroporto para levar seu filho quando sua viagem de negócios demora muito”, disse Pytka, enquanto o Space Jam original garantiu que sua versão de Bugs refletisse as iterações anteriores de o personagem. Ele chamou o papel de Bugs no novo filme de “comovente”.

O TMZ observa corretamente, porém, que o Space Jam de Pytka foi criticado pela crítica na época. Ainda hoje, o original tem 44% de avaliação crítica e 63% de audiência no Rotten Tomatoes, enquanto Space Jam: A New Legacy gira em torno de 28% e 81% respectivamente, sugerindo que críticos e espectadores estão um pouco mais divididos desta vez.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *