O gerente de marketing da Nintendo afirma que o novo switch OLED não é para todos

Um funcionário da Nintendo disse que os proprietários do Switch não precisam atualizar para o novo modelo OLED se não tiverem interesse na tela maior e mais vibrante de 7 polegadas.

Após o anúncio do modelo OLED do Nintendo Switch, o gerente de marketing de produto JC Rodrigo foi questionado no Twitter se a próxima atualização do console funcionaria melhor do que os modelos atuais disponíveis no mercado. Rodrigo reiterou que o desempenho não é o objetivo do sistema OLED e disse que os proprietários do switch podem “ficar com o atual se não estiverem cavando a tela”.

O comentário de Rodrigo faz sentido. O modelo Switch OLED é ostensivamente uma atualização no meio do ciclo, não a versão atualizada que foi relatada e rumores de apresentar saída 4K e melhor desempenho. Na verdade, a Nintendo disse à VGC que o modelo OLED “não tem grandes mudanças internas” em relação ao atual. Quando contatada para comentar, a Nintendo nos disse que o modelo OLED também usa o mesmo Joy-Cons.

Além disso, ainda não está claro se há um Nintendo Switch atualizado em andamento. A empresa continua a negar se um “Nintendo Switch Pro” será lançado este ano. Embora o presidente Shuntaro Furukawa tenha dito que a empresa está sempre desenvolvendo novo hardware, ela não comentou os rumores.

Resumindo, o modelo Switch OLED não é para todos. Na verdade, com base na declaração de Rodrigo, esta atualização do console pode atender a um público específico: aqueles desinteressados ​​no Nintendo Switch Lite. E vários analistas dizem que uma atualização no meio do ciclo deve ser esperada da Nintendo neste momento.

Compare a declaração de Rodrigo com o que o ex-presidente da Microsoft, Don Mattrick, disse durante a E3 em junho de 2013. Em resposta ao requisito de conexão “sempre ligada” do Xbox One, Mattrick disse aos fãs em uma entrevista com Geoff Keighley para ficar com o Xbox 360 se a internet não fosse não está disponível.

As limitações estritas do Xbox One teriam bifurcado o público e feito com que aqueles que não tivessem uma conexão estável com a Internet tivessem de abrir mão das funções exclusivas e completas do Xbox One. A Nintendo, com o Switch OLED, não está dividindo a base instalada. Os proprietários de Switches regulares e aqueles que optam pela versão OLED não terão jogos diferentes – eles apenas ficarão um pouco melhores na tela maior.

O modelo Nintendo Switch OLED será lançado em 8 de outubro por US $ 350.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *