Onde o Conjuring 3 se encaixa no Universo Conjuring?

Eles podem não ser super-heróis no sentido literal, mas a visão de Patrick Wilson e Vera Farmiga sobre Ed e Lorraine Warren pode ser a segunda melhor coisa do gênero de terror. E com oito filmes, incluindo The Conjuring: The Devil Made Me Do It deste ano, seu universo compartilhado está se transformando em uma teia de continuidade e linhas de tempo sobrepostas, onde encontramos diferentes personagens (alguns humanos, alguns muito não humanos) em diferentes pontos em suas vidas em diferentes filmes.

Felizmente, os filmes de Conjuração propriamente ditos são bastante lineares por si só. Eles são um pouco como os títulos dos Vingadores, se quisermos manter o símile do super-herói, e eles se desdobram de uma forma que pode ser entendida de forma totalmente independente dos outros filmes derivados.

The Devil Made Me Do It é o terceiro filme de Conjuração, e acontece – surpresa! – após o segundo filme de Conjuração. A linha do tempo para esses filmes é parecida com esta.

  • The Conjuring (1971)
  • The Conjuring 2 (1977)
  • The Conjuring: The Devil Made Me Do It (1981)

As datas aqui são concretas graças ao fato de que os filmes de conjuração da linha principal são todos “baseados em histórias verdadeiras”, no sentido de que são referências diretas a casos sobre os quais o verdadeiro Ed e Lorraine Warren escreveram enquanto estavam ativos. Claro, como qualquer filme de terror inspirado em eventos reais, a parte “verdadeira” é solta, na melhor das hipóteses, e permitiu à franquia embelezar não apenas os próprios eventos, mas adicionar novos personagens e monstros à mistura. É quando as coisas começam a ficar um pouco complicadas.

Fatorando nos spin-offs de Conjuração, você obtém algo que se parece mais com isto:

  • The Nun (1952)
  • Annabelle: Criação (~ 1952, com flashbacks de 1943 e flashforwards de 1967)
  • Annabelle (1967)
  • The Conjuring (1971)
  • Annabelle volta para casa (em algum lugar entre ~ 1969-1970)
  • A maldição de La Llorona (1973)
  • The Conjuring 2 (1977)
  • The Conjuring: The Devil Made Me Do It (1981)

Desta lista, o ramo Annabelle é provavelmente o mais complicado cronologicamente, apresentando vários flashbacks e flashforwards – e o fato de que Annabelle propriamente dita é uma prequela de The Conjuring enquanto Annabelle: Creation é uma prequela de Annabelle também não ajuda em particular. Enquanto isso, os únicos timestamps diretos de Annabelle Comes Home são a idade da filha de Warren, Judy, e as referências aos eventos dos primeiros filmes de Conjuração e Annabelle.

Enquanto isso, o filme solo de The Nun está diretamente conectado a The Conjuring 2 e também inclui um retcon / ovo de Páscoa para uma das cenas anteriores de The Conjuring.

The Curse of La Llorona acena brevemente para Annabelle como um personagem que existe no universo compartilhado, mas por outro lado está desconectado.

Se você está apenas procurando um filme assustador para curtir e não quer se preocupar com a teia de continuidade cheia de demônios, está tudo bem. The Devil Made Me Do It faz algumas referências vagas (principalmente na forma de ovos de Páscoa e cenografia) aos outros filmes, mas por outro lado se mantém inteiramente por conta própria.

The Conjuring: The Devil Made Me Do It chega aos cinemas e à HBO Max em 4 de junho.

Assista a transmissões ao vivo, vídeos e muito mais do evento de verão da Cibersistemas. Confira

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *