Venom: Let There Be Carnage Release empurrado para setembro

Enquanto as vacinas estão sendo lançadas e os cinemas são reabertos, os estúdios de cinema ainda estão descobrindo onde colocar a pilha de filmes atrasados ​​que acumularam ao longo do ano passado e continuam atrasando os filmes, apesar das perspectivas positivas. O último filme a ser adiado é Venom da Sony: Let There Be Carnage.

A Sony anunciou hoje que mais uma vez adiou Venom: Let There Be Carnage de sua data de lançamento anterior de 25 de junho, em vez de lançá-lo em 17 de setembro. A sequência de Venom contará mais uma vez com Tom Hardy como Eddie Brock e a voz do alienígena da Marvel simbionte Venom. Michelle Williams e Woody Harrelson vão repetir seus papéis, com Harrelson subindo do ovo de Páscoa após os créditos para o antagonista principal. Harrelson faz o papel de Cletus Kasady, um assassino em série que herda um simbionte gerado do simbionte Venom original, tornando-se Carnificina. Também há rumores de que Naomie Harris se juntou ao elenco como Shriek, um vilão baseado em som e aliado de Carnage. Andy Serkis está dirigindo.

Junto com o atraso de Venom: Let There Be Carnage, a Sony também adiou outro filme estrelado por Woody Harrelson. Man From Toronto, que apresenta Harrelson e Kevin Hart, foi agendado para 17 de setembro, mas foi removido do calendário de lançamentos por enquanto.

Venom foi lançado em 2018 e arrecadou $ 850 milhões em todo o mundo, ajudando a Sony a lançar o Universo de Personagens da Marvel da Sony Pictures (ou SPUMC, como gostamos de chamá-lo). O filme teve muitas críticas negativas, com nossa própria análise apontando CGI inconsistente, personagens superficiais e personagens femininas marginalizadas, apesar de ser surpreendentemente engraçado e criativo.

Tocando agora: Análise do filme de Venom e cenas pós-crédito explicadas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *