instalar dock desktop

Comece a usar o Docker Desktop em simples e fáceis passos

O Desktop Docker é hoje em dia uma ferramenta fundamental para qualquer técnico que trabalhe com desenvolvimento de software. Isso porque facilita o trabalho, optimizando-o de forma brutal, e tornando tudo muito mais simples e, sobretudo, rápido. E, tendo em conta que vivemos numa era que o tempo é literalmente dinheiro, qualquer forma de pouparmos o nosso tempo não só maximiza os nossos rendimentos, como tem sérias repercussões na melhoria do nosso tempo livre, privado e familiar.

De uma forma muito resumida, o que o Docker faz é uma forma de abstracção da nossa infra-estrutura, mas que também pode ser usado por desenvolvedores de software e aplicações. Com tantas tecnologias e serviços diferentes que muitas vezes estes profissionais utilizam em simultâneo, o Docker permite executar diferentes ferramentas na mesma máquina, sem prejuízo para o seu funcionamento.

Quais os requisitos mínimos para utilizar o Docker?

A utilização do Desktop Docker vai sempre depender da quantidade de imagens virtuais que estará operando em simultâneo. No entanto, terá que ter sempre em atenção ao disco rígido. Isso porque o Docker funciona por imagens e, apesar de hoje em dia, poder descarregar as imagens de vários locais a qualquer momento, torna-se muito mais eficiente se as tiver alojadas na sua máquina.

Além disso, ao manter as imagens no seu disco rígido, estará também a poupar tempo e largura de banda. Assim, o recomendado são, no mínimo, 8 gigas de RAM e um processador Dual Core. Claro que isto não são exigências ou requisitos mínimos, mas obviamente que um disco de 128 gigas tornará tudo muito mais fácil do que um de 8 gigas. Seja como for, tenha apenas em atenção que a instalação base do software ocupa cerca de 2 gigas.

Como começar?

O primeiro passo para começar a utilizar o Desktop Docker é registar-se. Assim, antes de mais, deve criar uma conta no Docker Hub, a plataforma que permite começar a trabalhar com esta plataforma e gerir todas as imagens que necessita. Depois de registado, pode entrar na sua conta sempre que necessitar, até mesmo para alterar algumas definições ou dados pessoais.

Para esse registo de conta vai precisar também de ter uma conta de endereço electrónico activa. Isso por irá receber um e-mail de activação, que precisará de seguir. Caso contrário, a sua conta no Docker ficará rapidamente limitada e inacessível.

Instale o Desktop Docker

Depois da conta criada, está na altura de instalar o Desktop Docker. Esta versão é mais leve, o que facilita a vida do programador. Para isso, basta entrar na página inicial do Docker e clicar em Download Desktop and Take a Tutorial. De seguida, deve escolher a versão do seu sistema operativo e, finalmente, clicar em “Get Docker”. Este está disponível para Windows e para Mac.

O Docker estará pronto para ser utilizado assim que reiniciar o computador. O logotipo do programa é uma baleia azul, que estará em execução sempre que surgir na barra de rodapé, junto ao relógio. Poderá desactivar esta opção, que vem marcada por defeito, para que o Docker não arranque imediatamente sempre que ligue o computador. Isto é recomendado para quem não tem uma máquina muito poderosa.

Configure uma VPN com o Docker

A privacidade é, cada vez mais, a grande preocupação de quem passa tempo na internet. À medida que a rede se vai tornando numa extensão cada vez mais incontornável das nossas vidas, torna-se fundamental garantir a protecção dos nossos dados e da informação partilhada. E uma das formas mais eficazes de o fazer é através da instalação de uma VPN.

VPN são as iniciais de Virtual Private Network, o que traduzido para português dá algo como rede privada virtual. Esta é uma poderosa ferramenta digital que permite criptografar informação e dados partilhados e transmitidos, garantindo o anonimato do utilizador. E o Docker permite agilizar todo o seu processo de configuração, ao permitir executar máquinas virtuais de pequena dimensão, mas super eficientes.

Existem cada vez mais VPN no mercado, que respondem a diferentes necessidades e motivações dos utilizadores, o que às vezes torna difícil saber qual escolher. Para quem está a começar, uma boa VPN que pode utilizar é uma gratuita, que lhe permite explorar, analisar e comparar dados. À medida que vai percebendo na realidade o que necessita, pode depois evoluir para outro modelo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *